segunda-feira, 24 de maio de 2010

Chocolate quente

Bem, não conheço ninguém que não goste de chocolate quente... E este então, é só sucesso. A receita peguei no Cyber Cook tem um tempão.

Ingredientes:
- 1 lata(s) de creme de leite
- 1 lata(s) de leite condensado
- 1 litro(s) de leite
- 4 colher(es) (sopa) de chocolate em pó
- 1 colher(es) (sopa) de amido de milho
- 1 colher(es) (café) de noz-moscada
- 2 unidade(s) de canela em pau
- 6 unidade(s) de cravo-da-índia
- 1 1/2 xícara(s) (café) de rum

Modo de preparo:
Misture o leite, o leite condensado, o chocolate, o amido de milho, a noz-moscada, o cravo e a canela. Coloque no fogo e espere ferver. Retire do fogo e misture o creme de leite. Coe para retirar os pedaços de canela e o cravo. Misture o rum.

Nunca coloquei rum nem licor porque não tenho bebidas em casa, mas mesmo sem eles ficou muito gostoso.

Aproveitem!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Ciência na Cozinha #2 - Microondas - parte 1

A radiação de microondas, que é o princípio ativo do seu forno microondas, só atuam sobre as moléculas polares (água, óleo, e outras). Estas moléculas são agitadas de forma uniforme e aí se dá o aumento de temperatura também de forma uniforme...

Então, não se esqueça que a porta do seu microondas é muito importante pois ela protege você desta radiação. E é também por causa desta segurança que o forno microondas sempre desliga quando você abre a porta.

Até a próxima...

E se quiserem mandar qualquer sugestão "de pauta", será muito bemvindo.

[]s

terça-feira, 18 de maio de 2010

Frango no vinho

Fazer o frango no vinho é moleza... E fica uma delícia para assar no churrasco ou em casa, no forno.

Eu tempero o frango (sempre fizemos com coxa e sobrecoxa) com sal e alho, ou tempero completo. Depois é só colocar o vinho. Eu sempre uso vinho seco, primeiro pq nem compro vinho suave, segundo pq acho que o suave não deve ser bom para colocar na comida por causa do açúcar. Achismo meu...

Quantidades? Sempre faço no olhômetro, mas coloco vinho suficiente para pegar todo o frango, sem necessariamente deixar ele nadando. E aí deixo marinando umas 3 horas.

E então vai aí uma dica que pra mim foi super útil. Eu e o DH (dear husband) nunca tomamos uma garrafa toda de vinho e aí me pesava na consciência o desperdício (sim, eu não tomo o vinho da garrafa aberta sei lá quantas horas antes...). Então um dia a Nigella deu a dica no programa dela: congelar o vinho que sobra e usar na cozinha. Pra falar a verdade, não cri muito não, mas testei e ficou ótimo.

Peso na consciência nunca mais!!! Pelo menos não por causa do vinho ;)

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Ciência na Cozinha #1 - Panela de pressão

Então vamos ao nosso primeiro post sobre a ciência na cozinha.

Para entender porque os alimentos cozinham mais rápido na panela de pressão, vamos voltar lá na época "du culégio":

Você provavelmente ainda se lembra que a água ferve (ponto de ebulição) em diferentes temperaturas, dependendo da altitude. NÃO?!?!?! Bem, então vamos relembrar. A água ferve a 100ºC ao nível do mar, e conforme a altitude aumenta, esta temperatura diminui. Isto acontece por causa da pressão atmosférica. É algo como: quanto maior é a altitude (isto é, menor a pressão atmosférica), "menor peso" é exercido sobre as moléculas, então elas podem mudar de estado mais rapidamente. Resumindo: o PE é diretamente proporcional a pressão atmosférica. Quanto maior a pressão, maior o PE e vice-versa.

E como você já sabe, na panela de pressão há pressão... Aquela borracha da tampa veda a saída do vapor e por isso a pressão interna aumenta e aí o ponto de ebulição da água sobe, e depois, tam-ram: os alimentos cozinharão mais rápido. Legal, né? Bem, eu acho...

Até que você termine de cozinhar seu alimento, a pressão interna da panela continuaria subindo se não fosse pela válvula de escape principal, que dá a estabilidade. É por isso que a limpeza das válvulas é tão importante. Se a válvula de escape entupir, há a válvula de segurança que irá estourar para que a panela não estoure. E se a válvula de segurança não funcionar o estrago é feio, eu garanto. Já vi o resultado de uma panela de pressão estourar e não é nada bonito, além de muito perigoso.

Espero que tenha sido útil, interessante ou algo assim positivo. E se você encontrar algo errado por aqui é porque provavelmente errei mesmo, então me corrija por favor.

[]s

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ciência na Cozinha


Eu tenho uma certa mania, curiosidade ou seja lá o que for de saber como as coisas funcionam, "porque as coisas são como são" no melhor estilo Sid, o cientista.

E vocês? Também param para pensar na ciência que há na cozinha? Com certeza não tem lugar melhor para entender sobre física, química e até mesmo biologia...

Algumas repostas encontrei ao acaso, outras pesquisando e algumas apenas deduzindo a partir do pouco conhecimento que tenho de ciências (e aí tenho que pesquisar para saber se acertei).

Bem, a partir da próxima quinta, tentarei colocar curiosidades sobre a ciência na cozinha, quinzenalmente. E espero que vocês gostem. E para inaugurar vamos falar da tão usada panela de pressão.

Aguardem.

domingo, 2 de maio de 2010

Torta de sardinha

Sempre que faço esta receita é sucesso total.

A massa é bem leve e com certeza combina com qualquer recheio que você queria inventar. Já fiz com atum, ou atum e sardinha (pq não tinha nem um nem outro em quantidade suficiente). E minha irmã fez uma versão vegetariana usando abobrinha.

2 xícaras de farinha de trigo
1 colher sopa fermento em pó
2 ovos
1/2 xícara de óleo
1colher pequena de sal
2 xícaras de leite
2 latas (grandes) de sardinhas (ou 3 pequenas)
1 lata de molho vermelho a gosto
1 lata de ervilha
Alho a gosto
1 caldo knnor
óleo

Para a massa, bata no liquidificador, a farinha, o fermento, leite, óleo, os ovos, o sal e reserve.

Coloque óleo na panela com alho, deixe dourar, acrescnte as sardinhas, o molho, a ervilha e o caldo knnor, deixe ferver por 10 minutos

Unte uma assadeira com manteiga, bata a massa novamente e despeje na assadeira. Jogue o molho de sardinha em cima da massa de modo que ela fique toda coberta, leve ao forno por mais ou menos 35 minutos a 230°C. Se quiser, teste o ponto da massa com o palito de dente ou garfo.

Receita retirada do site Tudo Gostoso. A original você encontra aqui.

[]s